terça-feira, 5 de maio de 2009

PL MERCADO CENTRAL BH : notícia abençoada!

Prezados Ativistas,

a notícia há tempos esperada, mais uma conquista a vista para o
Ativismo da Causa Animal BH:

a vereadora Maria Lúcia Scarpelli protocolou um Projeto de Lei em
nossa Câmara Municipal dispondo sobre a PROIBIÇÃO DA VENDA DE ANIMAIS
DOMÉSTICOS NO MERCADO CENTRAL
, elaborado e proposto por Ativistas da
Causa Animal BH (Letícia e Paulo Renato, ALA, dentre outros ? )

Parabéns a esses ativistas que tomaram esta importante iniciativa, meu
agradecimento.

Reitero que estamos vivenciando um tempo bom, em que os ativistas
estão unindo-se, multiplicando-se e com isto, adquirindo
reconhecimento da população / imprensa / políticos / órgãos públicos.

Prova disso são as reportagens frequentes sobre animais, e a criação
de Projetos de Lei em prol dos animais. A mídia tem apoiado e
divulgado nossas ações e, atualmente, estamos com 3 Projetos de Lei
tramitando na Câmara, defendendo os DIREITOS ANIMAIS:

1- PL 1.777/08 = regulamentação do uso de cavalos pelos carroceiros ,
até que, em 8 anos, estes profissionais sejam remanejados para outras
áreas e se proiba o uso de cavalos em carroços em BH;

2- PL 02/09 = proibição de animais em circos em BH e

3- PL ...../09 = proibição de venda de animais no Mercado Central de BH.

Através da Comissão formada pela Prefeitura BH - Saúde e Ativistas
Causa Animal, já existem 3, dos 9 Centros de Castração gratuita da PBH
de cães e gatos a serem construidos, dentre outras importantes
conquistas.

O Ministério Público acatou nossa denúncia e está analisando os casos
de VIVISSECÇÃO na PUC MG.

Comemoremos e avancemos, há muito a fazermos juntos, em prol dos que
não têm como defender-se: os animais das outras espécies, subjugados à
nossa arrogante "racionalidade".

A seguir, mensagem da Letícia, solicitanto sugestões ao texto do PL.

Abraços fraternos a todos, Adriana Cristina

---------- Forwarded message ----------
From: Letícia Dominique
Date: 2009/5/4
Subject: PL MERCADO CENTRAL

Pessoal,

tenho ótimas notícias...

A vereadora Maria Lúcia Scarpelli protocolou um Projeto de Lei em
nossa Câmara Municipal dispondo sobre a PROIBIÇÃO DA VENDA DE ANIMAIS
DOMÉSTICOS NO MERCADO CENTRAL. Ele apenas foi protocolado, não tendo
um número ainda e, por isso, por enquanto, não é possível visualizá-lo
pela site da Câmara.
O PL está anexo. Gostaria de nos próximos dias marcar uma reunião com
a vereadora para conversamos acerca do conteúdo do projeto.
Por favor, aqueles que tiverem críticas e sugestões, escrevam.

Abraços,
Letícia.

sábado, 2 de maio de 2009

Coisas da Política - A gripe dos porcos e a mentira dos homens

01/05/2009

Mauro Santayana
O governo do México e a agroindústria procuram desmentir o óbvio: a gripe que assusta o mundo se iniciou em La Glória, distrito de Perote, a 10 quilômetros da criação de porcos das Granjas Carroll, subsidiária de poderosa multinacional do ramo, a Smithfield Foods. La Glória é uma das mais pobres povoações do país. O primeiro a contrair a enfermidade (o paciente zero, de acordo com a linguagem médica) foi o menino Edgar Hernández, de 4 anos, que conseguiu sobreviver depois de medicado. Provavelmente seu organismo tenha servido de plataforma para a combinação genética que tornaria o vírus mais poderoso. Uma gripe estranha já havia sido constatada em La Glória, em dezembro do ano passado e, em março, passou a disseminar-se rapidamente.

Os moradores de La Glória – alguns deles trabalhadores da Carroll – não têm dúvida: a fonte da enfermidade é o criatório de porcos, que produz quase 1 milhão de animais por ano. Segundo as informações, as fezes e a urina dos animais são depositadas em tanques de oxidação, a céu aberto, sobre cuja superfície densas nuvens de moscas se reproduzem. A indústria tornou infernal a vida dos moradores de La Glória, que, situados em nível inferior na encosta da serra, recebem as águas poluídas nos riachos e lençóis freáticos. A contaminação do subsolo pelos tanques já foi denunciada às autoridades, por uma agente municipal de saúde, Bertha Crisóstomo, ainda em fevereiro, quando começaram a surgir casos de gripe e diarreia na comunidade, mas de nada adiantou. Segundo o deputado Atanásio Duran, as Granjas Carroll haviam sido expulsas da Virgínia e da Carolina do Norte por danos ambientais. Dentro das normas do Nafta, puderam transferir-se, em 1994, para Perote, com o apoio do governo mexicano. Pelo tratado, a empresa norte-americana não está sujeita ao controle das autoridades do país. É o drama dos países dominados pelo neoliberalismo: sempre aceitam a podridão que mata.

O episódio conduz a algumas reflexões sobre o sistema agroindustrial moderno. Como a finalidade das empresas é o lucro, todas as suas operações, incluídas as de natureza política, se subordinam a essa razão. A concentração da indústria de alimentos, com a criação e o abate de animais em grande escala, mesmo quando acompanhada de todos os cuidados, é ameaça permanente aos trabalhadores e aos vizinhos. A criação em pequena escala – no nível da exploração familiar – tem, entre outras vantagens, a de limitar os possíveis casos de enfermidade, com a eliminação imediata do foco.

Os animais são alimentados com rações que levam 17% de farinha de peixe, conforme a Organic Consumers Association, dos Estados Unidos, embora os porcos não comam peixe na natureza. De acordo com outras fontes, os animais são vacinados, tratados preventivamente com antibióticos e antivirais, submetidos a hormônios e mutações genéticas, o que também explica sua resistência a alguns agentes infecciosos. Assim sendo, tornam-se hospedeiros que podem transmitir os vírus aos seres humanos, como ocorreu no México, segundo supõem as autoridades sanitárias.
As Granjas Carroll – como ocorre em outras latitudes e com empresas de todos os tipos – mantêm uma fundação social na região, em que aplicam parcela ínfima de seus lucros. É o imposto da hipocrisia. Assim, esses capitalistas engambelam a opinião pública e neutralizam a oposição da comunidade. A ação social deve ser do Estado, custeada com os recursos tributários justos. O que tem ocorrido é o contrário disso: os estados subsidiam grandes empresas, e estas atribuem migalhas à mal chamada "ação social". Quando acusadas de violar as leis, as empresas se justificam – como ocorre, no Brasil, com a Daslu – argumentando que custeiam os estudos de uma dezena de crianças, distribuem uma centena de cestas básicas e mantêm uma quadra de vôlei nas vizinhanças.

O governo mexicano pressionou, e a Organização Mundial de Saúde concordou em mudar o nome da gripe suína para Gripe-A. Ao retirar o adjetivo que identificava sua etiologia, ocultou a informação a que os povos têm direito. A doença foi diagnosticada em um menino de La Glória, ao lado das águas infectadas pelas Granjas Carroll, empresa norte-americana criadora de porcos, e no exame se encontrou a cepa da gripe suína. O resto, pelo que se sabe até agora, é o conluio entre o governo conservador do México e as Granjas Carroll – com a cumplicidade da OMS.

Fonte: Jornal do Brasil

Leia a Pensata Animal: www.pensataanimal.net
Participe da Comunidade Sentiens, no Orkut:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=21547625
Para receber este boletim, escreva para gruposentiens-subscribe@yahoogrupos.com.br.

VOLUNTÁRIOS PARA O GRANDE PROGRAMA DE ADOÇÃO DOS ANIMAIS CAPTURADOS PELA PREFEITURA NAS RUAS DE BH


Esclarecimento realizado em abril/2011


Inicialmente( 2009/2010)programou-se formar parceria com a Sociedade Mineira Protetora dos Animais, entretanto, tal proposta não foi aceita por esta ONG. Recorremos à outra ONG, Cãoviver(2011)que também, não aceitou formar essa parceria com o Programa de Adoção Responsável, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde/PBH.
Diante da necessid
ade imprescindível de um abrigo adequado para a concretização deste Programa, o CCZ/PBH abriu suas portas para abraçar este importante Programa que visa o controle populacional de cães e gatos abandonados nas ruas de BH.
O CCZ/PBH avança, acompanhando as tendências das grandes metrópoles!

*************************************
Toda essa programação abaixo seria realizada com a Sociedade Mineira Protetora dos Animais (SMPA) Como agora a parceria será com o Centro de Controle de Zoonoses,novos procedimentos adequados à nova realidade,estão sendo definidos e breve serão repassados.
Mantivemos a programação, abaixo,como exemplo próximo do modelo ideal a ser seguido, adaptada à realidade da SMPA
**************************************************************************************
Prezados Ativistas , protetores, simpatizantes e quem sabe, FUTUROS PARCEIROS,


Estamos iniciando um grande e abrangente programa de adoção dos animais capturados pela prefeitura, através de uma parceria com a Sociedade Mineira Protetora dos Animais. Os animais castrados pela prefeitura e que estejam saudáveis são atualmente devolvidos para a rua. Queremos que esses animais tenham um lar e acreditamos totalmente que esse programa ousado possa ser bem sucedido. Existem em Belo Horizonte cerca de 30.000 (trinta mil) animais nas ruas, mas existem também cerca de 800.000 (oitocento mil) domicílios na cidade. Uma campanha ampla e bem direcionada pode a médio prazo, diminuir drasticamente o número de animais nas ruas. Muitos desses animais de rua são adotáveis, bastando um pequeno trato para colocá-los em melhores condições. É nesse sentido que estamos promovendo uma parceria com a Sociedade Mineira Protetora dos Animais. O primeiro desafio desse programa é colocar os animais do abrigo da Sociedade em condições de serem adotados, para dar espaço depois, aos que vierem da prefeitura. É para esse primeiro passo que estamos cadastrando voluntários. Se você deseja doar parte do seu tempo para os animais carentes da nossa cidade, entre em contato com Graça, no e-mail adocaobh@gmail.com . Ela está encarregada do cadastramento dos grupos de voluntários. Acesse também o site www.adocaobh.blogspot.com para maiores informações sobre o programa. Abaixo as equipes de voluntários que serão formadas, para você escolher aquela que o seu coração pedir:


DESAFIO INICIAL JÁ EXECUTADO -Vacinação maciça de todos os 500 cães abrigados na Sociedade Mineira Protetora dos Animais, preparando-os p/ adoção, com recursos totalmente financiados por voluntários, ativistas da Causa Animal.

PRÓXIMOS DESAFIOS: necessitamos e conclamamos URGENTE:

A) voluntários que tenham experiência com feiras de adoções e que se disponham a preparar e trabalhar nas feiras pelo menos uma vez ao mês, em finais de semana.

B) Voluntários que trabalhem no pós adoção, acompanhando e visitando os animais adotados pelo site ou em feiras itinerantes.

C) voluntários que possam organizar eventos, bazares, bingos etc, p/ arrecadar fundos:

D) voluntários para divulgação do trabalho, contatos com patrocinadores, clínicas veterinárias e pet-shops que possam ajudar e marketing em geral.

E)Todo o trabalho dos voluntários será acompanhado e coordenado por uma equipe.

F) Haverá cursos de orientação para os voluntários interessados.

Pecisamos de quem possa ajudar e participar." Sua ajuda fará a diferença e a mudança que queremos encontrar no mundo."

DIVULGUEM, POR FAVOR!

"Um homem só é nobre quando consegue sentir piedade por todas as criaturas". Buda

----------------------------------------------------------------------------------------------

REVISÃO DE PROCEDIMENTOS:

1-há essa ficha do candidato, logo abaixo, a ser preenchida e enviada p/ meu email p/ nosso controle e arquivo e deixar cópia na Sociedade. adocaobh@gmail.com

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DO VOLUNTÁRIO

Nome completo: Endereço: Profissão: Email: Telefones: Disponibilidade de dia e horário Em qual equipe quero trabalhar:


a)- Cuidar dos animais da Sociedade Mineira Protetora dos Animais, trabalhando e cuidando de um canil. ( )

b)- Trabalhar em feiras de adoção, entrevistando os possíveis adotantes e encaminhando os animais. ( )

c)- Trabalhar na pós adoção, visitando os animais nos novos lares e conversando com os adotantes. ( )

d)- Trabalhar na organização de eventos, bazares, bingos, shows, etc, para a arrecadação de fundos. ( )

e)- Trabalhar na divulgação do trabalho, contato com clínicas veterinárias e pet shops que possam ajudar e trabalhar no marketing em geral. ( )

----------------------------------------------------------------------------------------------

ATENÇÃO: Os itens abaixo do 2 ao 4 ficam suspensos, até nos reunirmos.

2-quanto ao Termo de Compromisso do Voluntário o documento mais completo,está na SMPA. Por favor,dirijam-se lá juntamente com 2 fotos (uma p/ sua carteirinha) outra p/ ficar no documento que será assinado e arquivado, com sua assinatura e do Dr. Alisson;

3-o mesmo será feito com o documento para a vacinação: ir à SMPA, pegar o papel com a ass. do Dr. Alisson, levar no local da vacinação, vacinar, tirar xeróx e deixar o original na SMPA;

Com este documento vcs se encaminharão ao CRIE que fica no Hospital da Santa Casa, de 2ª a domingo de 7:30 às 18 horas-Av. Francisco Sales, 111-Fone 3277-4949- se apresentarão e serão vacinados

4-De qualquer maneira vcs terão que comparecer à SMPA para colher assinaturas.Os papéis estão lá.(Não precisam esperar o envio pela Internet.) Aproveite p/ conhecer e ver se realmente é o que vcs querem, antes de preencher os formulários.Tem voluntários que já estão lá trabalhando pq já visitaram, gostaram e ficaram.Horários de funcionamento: 2ª a 6ª de 9 às 11:30 /13:30 às 16h sábado:9 às 12 h

5-o candidato que trabalhar nos canis, não precisará ficar o dia inteiro, por vários dias, serão algumas horas em alguns dias que se disponibilizar;lembrando que serão 4 em cada canil c/ revezamento de 2 a 2, assim, os voluntários não precisarão passar tanto tempo e dias, nos canis;

6-como são 13 canis, serão precisos grupos de dois p/ se revezarem totalizando mais ou menos 50 voluntários p/ os canis;

7-Todo voluntário que quiser, poderá se vacinar, não só os que manterão contatos com os animais;

8- Estamos providenciando o material que cada voluntário que trabalhar, no CANIL, : tesoura, algodão,pinça,repelente etc;

9-É preciso que todos os interessados visitem a SMPA para conhecerem a realidade com a qual irão trabalhar;

10-breve seguirão as tarefas dos voluntários que trabalharão nos canis;

REITERANDO: o primordial de todo esse trabalho é cuidar dos animais, dos canis, preparando-os para a adoção. Todas as outras tarefas dependerão desta, portanto, apresentem-se à SMPA o mais urgente possível, todos aqueles que querem participar deste GRANDE MOMENTO PARA OS ANIMAIS.ELES NECESSITAM DE NOSSA AJUDA.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Seguindo o Grande Programa de Adoções da Sociedade Mineira de Proteção aos Animais.

As tarefas dos voluntários de canis e gatis são:

- Manter tosa em dia

- Manter unhas cortadas e orelhas limpas

- Semanalmente repassar o líquido repelente de insetos no pêlos dos cães

- Fazer entrevistas de adoção aos interessados em adotar in loco, permitir ou não a adoção, dar banho no adotado ( no momento da adoção ) para entregá-lo limpo, sem pulgas e carrapatos, perfumado e enfeitado.

- Verificar o pós adoção via telefone e presencial em alguns casos - através de visitas ao local da adoção.

- Ajudar a manter a limpeza do canil ou gatil em que é voluntário no dia em que lé estiver

- Dar banhos na medida do possível: pela estrutura do local não é possível das banhos coletivos, uma vez que são muitos animais e poucas instalações além de impróprias - pretendemos poder melhorar isso com o tempo. Por tanto os banhos serão dados escolhendo prioridades e aos poucos para podermos atender as prioridades: ( os que estiverem mais sujos, ou por motivos terapêuticos, ou para manter a tosa em dia, no dia em que for ser adotado ou no dia anterior a uma feira de adoção )

- Dar nome aos animais

- Preencher a ficha do animal com dados sobre o seu comportamento, anotando também as datas das vermifugações, pulverizações, vacinações, banhos, tosas e etc.

- Outras atividades de acordo com a necessidade: nem tudo é possível prever. Voluntários para a feira de adoção:

- Ajudar a transportar os animais para o local da feira- Se possível ajudar a dar banho no dia anterior ( nos animais que participarão da mesma )

- Entrevistar os candidatos a adoção, recusar ou aprovar a adoção de acordo com a entrevista. - Ajudar no pós adoção com telefonemas e visitas quando possível e quando necessário.

- Ajudar a retornar com os animais para a SMPA após a feira.

- Cuidar do animais e da limpeza das gaiolas durante a feira

- Outras atividades de acordo com a necessidade: nem tudo é possível prever.

A Sociedade Mineira Protetora dos Animais agradece desde já pelo seu interesse em ajudar os animais.' Seja a mudança que você quer ver no mundo

ENDEREÇO DA SMPA-SOCIEDADE MINEIRA PROTETORA DOS ANIMAIS:Rua Jaguaribe,76 Bairro Guarani Fone: 3433 0900Se você tiver acesso ao Metrô, sentido Vilarinho, desça na ESTAÇÃO WALDOMIRO LOBO, saia pela direita, informe-se, estará pertinho

DÚVIDAS? DISQUE 3277 6500 ,BHTRANS OU CONSULTE O GOOGLE MAP QUE TE INDICARÁ, DADO O LOCAL DE PARTIDA E O DESTINO, DIREÇÕES E ÔNIBUS A TOMAR

----------------------------------------------------------------------------------------------Segue, depoimento de uma voluntária:


," Na sexta-feira passada estive na SMPA. Resolvi ir até lá para conhecer, de modo geral, para saber inclusive a localização e o tempo que gastarei para ir e voltar, e etc. E sinceramente, gostei do que vi. Obvio que está bem longe do que eu (e acredito que todos os demais) idealizo, mas apesar de simples ou restrito, os animais ali tem um abrigo, alimento e pessoas bem intencionadas que tem amor por eles. Só sei que ao ver aquelas carinhas, ouvir latidos e miados, senti uma motivação ainda maior para fazer parte deste projeto, e realmente acredito que vai dar certo! Enfim... só queria mesmo compartilhar e reforçar que podem contar comigo."Abraços,

------------------------------------------------------------------------------------------------

"Espiritualmente, não seremos cobrados pelo que temos mas pelo que fazemos com o que temos, sejam nossos bens materiais,sejam nossos dons ou talentos. A quem muito é dado muito será cobrado e a cada um será dado segundo suas obras." Jesus Cristo